Há muito o que trabalhar para gerar visibilidade para essas e muitas outras mulheres. O campo da Arquitetura é mais um dos desiguais e que faltam muito para chegarem na igualdade de gêneros.
Confira alguns dos projetos liderados por mulheres.

Lina Bo Bardi

Lina Bo Bardi

 

 

 

Arquiteta formada na Itália em 1939, que imigrou para o Brasil em 1946 onde, ao lado de Pietro Maria Bardi, criou e projetou o MASP – Museu de Arte de São Paulo e mais tarde o SESC Pompeia.

 

MASP

 

 

 

 

Três volumes prismáticos de concreto aparente surgem ao lado dos antigos galpões da fábrica de tambores da Pompéia: um prisma retangular de trinta por quarenta metros de base e quarenta e cinco metros de altura; um segundo prisma retangular, menor e mais alto que o primeiro, de quatorze por dezesseis metros de base e cinquenta e dois metros de altura; e um cilindro de oito metros de diâmetro e setenta metros de altura.

SESC Pompeia

 

 

Zaha Hadid

Zaha Hadid

A primeira mulher a ganhar um Prêmio Pritzker de Arquitetura pelo conjunto de suas obras.

Centro Heydar Aliyev por Zaha Hadid

 

O projeto do Centro Heydar Aliyev estabelece uma relação contínua e fluida entre sua praça circundante e o interior do edifício.

Centro Heydar Aliyev da Zaha Hadid

 

 

 

Kazuyo Sejima

kazuyo-sejima-3

 

Possui uma lista de projetos notáveis, incluindo o New Museum of Contemporary Art, em Nova York (EUA), e o Serpentine Pavilion (foto), em Londres, Inglaterra.

O objetivo era fazer com que a arquitetura do edifício, batizado de Rio, se tornasse parte da paisagem, sem chamar a atenção para si mesmo, ou até mesmo sem ser sentido como um edifício. A esperança era que aqueles que estivessem na propriedade tivessem uma maior fruição do bonito ambiente e da mudança das estações através dos espaços e experiências criadas por ele.

Kazuyo Sejima.2

 

 

 

 

Marion Mahony Griffin

Marion (1871 – 1961) é considerada a primeira mulher do mundo a ser oficialmente licenciada como uma arquiteta. Ela foi funcionária de Frank Lloyd Wright, americano pioneiro em projetos de arranha-céus.Marion Mahony Griffin

 

 

Jeanne Gang

Jeanne Gang  d

Em todos seus projetos, explora o território criativo de novos materiais, tecnologia e sustentabilidade. É diretora e fundadora da Gang Architects Studio, uma empresa de arquitetura em Chicago (EUA).

Jeanne Gang

 

 

Julia Morgan

Julia Morgan d

 Primeira mulher a estudar arquitetura na prestigiada École des Beaux-Arts (Escola de Belas Artes) em Paris e a primeira a trabalhar como arquiteta profissional na Califórnia (EUA).

Julia Morgan

 

Fonte: archdaily