arqpauld

Arquitetura Paulistana

Edifício Altino Arantes - Também conhecido como Edifício Banespa é um dos prédios mais emblemáticos da capital paulista, sendo o terceiro arranha-céu mais alto da cidade e o sétimo mais alto do Brasil. Construído a partir de 1939, para sediar o Banco do Estado de São Paulo (Banespa), e inaugurado em 1947, seu projeto inicial foi alterado para fazê-lo à semelhança do Empire State Building. Logo após a inauguração, na década de 1940, chegou a ser considerado a maior estrutura em concreto armado do mundo. O projeto do novo edifício ficou por conta do engenheiro e arquiteto Plínio Botelho do Amaral, mas foi adaptado pela construtora Camargo & Mesquita.

Casa das Rosas - Localizado no número 37 da Avenida Paulista, o casarão foi projetado pelo escritório de Francisco de Paula Ramos de Azevedo, tendo a construção terminada em 1935. O imóvel foi habitado pela família até 1986, quando foi vendido para abrigar em parte de seu terreno, o Condomínio Edifício Parque Cultural Paulista projetado pelo arquiteto Júlio Neves. Em 1991 foi inaugurado como um espaço cultural batizado de “Casa das Rosas”. A partir de 2004, a Casa se tornou o Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura. A Casa abriga a primeira biblioteca do país especializada em poesia e também uma livraria da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, que comercializa apenas livros de editoras universitárias.

Pinacoteca do Estado de São Paulo - Ocupa um edifício construído em 1900, no Jardim da Luz, centro de São Paulo, projetado por Ramos de Azevedo e Domiziano Rossi para ser a sede do Liceu de Artes e Ofícios. É o mais antigo museu de arte de São Paulo, fundado em 1905. Após a reforma conduzida por Paulo Mendes da Rocha na década de 1990, tornou-se uma das mais dinâmicas instituições culturais do país, integrando-se ao circuito internacional de exposições. A Pinacoteca também administra o espaço denominado Estação Pinacoteca, instalado no antigo edifício do DOPS, no Bom Retiro, onde mantém exposições temporárias de arte contemporânea, a Biblioteca Walter Wey e o Centro de Documentação e Memória da instituição.

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - MASP - Localiza-se, desde 7 de novembro de 1968, na Avenida Paulista, em um edifício projetado pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi. Famoso pelo vão de mais de 70 metros que se estende sob quatro enormes pilares, concebido pelo engenheiro José Carlos de Figueiredo Ferraz , o edifício é considerado um importante exemplar da arquitetura brutalista brasileira e um dos mais populares ícones da capital paulista. O engenheiro responsável foi Isac Grobman. O MASP possui a mais importante e abrangente coleção de arte ocidental da América Latina. O acervo é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O museu também abriga uma das maiores bibliotecas especializadas em arte do país.

Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – é uma instituição cultural privada localizada no Jardim Europa. Foi inaugurado em maio de 1995, com o objetivo de divulgar os mais diversos segmentos da arte, priorizando a escultura e os suportes tridimensionais. Seu edifício-sede, uma das obras mais conhecidas do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, é uma construção semi-subterrânea integrada a um jardim projetado por Burle Marx.

Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS) – é fruto de um projeto iniciado na Década De 60 por intelectuais e produtores culturais, como Ricardo Cravo Albin, Paulo Emílio Salles Gomes, Rudá de Andrade, Francisco Luiz de Almeida Salles e Luiz Ernesto Machado Kawall. Localizado no distrito de Pinheiros, tem como filosofia de ação registrar e preservar a imagem e o som do passado e do presente. Nas décadas de 70 e 80, destacou-se como importante núcleo de difusão artística e educativa, convertendo-se em um centro de referência para a pesquisa audiovisual brasileira. Após muitas mudanças de endereço, os arquitetos Roberto Fasano e Dan Juan Antonio foram responsáveis pela extensa reforma que conferiu à edificação de cinco mil metros quadrados.

Mercado Municipal Paulistano – ou Mercadão, como é carinhosamente conhecido pelos seus frequentadores – é um importante mercado público da cidade de São Paulo. Foi inaugurado em 25 de janeiro de 1933 para ser um entreposto comercial de atacado e varejo, especializado na comercialização de frutas, verduras, cereais, carnes, temperos e outros produtos alimentícios. O mercado localiza-se no centro antigo de São Paulo,  sobre uma área próxima ao rio Tamanduateí, no bairro Mercado na antiga Várzea do Carmo. O edifício, em estilo eclético, foi construído entre os anos de 1928 e 1933 pelo escritório do renomado arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, sendo o desenho das fachadas de Felisberto Ranzini. No interior, magníficos vitrais do artista russo Conrado Sorgenicht Filho – famoso pelo trabalho realizado na Catedral da Sé e em outras 300 igrejas brasileiras – mostram vários aspectos da produção de alimentos.

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - O centro cultural da capital paulista foi inaugurado em 21 de abril de 2001 com sede na rua Álvares Penteado (esquina com a Rua da Quitanda), no centro histórico da cidade. O edifício construído em 1901, foi comprado em 1923 pelo Banco do Brasil. Que coube ao engenheiro-arquiteto Hippolyto Gustavo Pujol Junior transformá-lo em agência bancária, que funcionou de 1927 até 1996, onde tornou-se o primeiro prédio próprio do Banco do Brasil em São Paulo. Os elementos da arquitetura original foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais significativos exemplos da arquitetura do início do século desta cidade. A sede tem 4.183 metros quadrados e conta com salas de exposições, um cinema, um teatro, um auditório, salas de vídeo, restaurante, bomboniere e café.

OCA – Pavilhão Lucas Nogueira Garcez – É um pavilhão de exposições localizado no Parque do Ibirapuera. Foi projetado por Oscar Niemeyer em 1951, para compor o conjunto arquitetônico original do Parque do Ibirapuera, construído para comemorar o IV Centenário da Cidade de São Paulo, que se deu em 1954. A Oca abrigou no passado o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore. Mais recentemente, o edifício tem sido utilizado para abrigar grandes exposições.

Edifício Itália / Circolo Italiano -  é o segundo maior prédio da cidade de São Paulo e do Brasil em altura, com 165 metros (151m  a partir do nível da rua) distribuídos em 46 andares. Inaugurado em 1965, é atualmente um dos marcos da cidade, protegido pelo Patrimônio Histórico por ser um dos maiores exemplos da arquitetura verticalizada brasileira. A idealização do edifício ficou a encargo da colônia italiana em São Paulo, através do Circolo Italiano, cuja sede situava-se no terreno onde fora construída a torre. Sua construção tinha grande importância simbólica para a colônia pois representava a ascensão social e econômica dos imigantes italianos. Em 1953, a construtora Otto Meinberg deu início aos seus planos de construção do edifício, e para isso convidou alguns arquitetos para participarem da concorrência para elaboração do projeto para o prédio. A disputa foi realizada com os arquitetos Franz Heep, Gio Ponti e Gregori Warchavchik. Apesar de parecer o menos indicado para o trabalho, Heep venceu a concorrência (afinal, Gio Ponti era italiano e Gregori havia estudado em Roma, deixando Heep sem nenhuma ligação especial com os italianos, mandantes da obra).

Pateo do Collegio - O local que marca a fundação da cidade de São Paulo, ainda conversa algumas características arquitetônicas do século 16. A construção abriga o Museu e a Capela Padre Anchieta, com uma coleção de cerca de 700 objetos, muitos pertencentes à antiga igreja e Colégio dos Jesuítas.

Teatro Municipal - Possui a decoração mais rica de São Paulo, com pinturas em ouro e majestosas escadarias. O monumento foi projetado em 1903 pelos arquitetos Domiziano Rossi e Cláudio Rossi do Escritório Técnico Ramos de Azevedo. Foi inaugurado em 1911 e recebeu a Semana de Arte Moderna de 1922.

Mosteiro de São Bento - Foi projetado pelo arquiteto Richard Berndl, professor da Universidade de Munique, em 1910. A construção abriga a Basílica Nossa Senhora da Assunção e o Colégio de São Bento.

Edifício Guinle - Considerado o primeiro prédio vertical de São Paulo, e umas das primeiras construções de concreto armado do Brasil, foi projeto pelos arquitetos Hipólito Gustavo Pujol Júnior e Augusto de Toledo. Construído entre 1913 e 1916, a fachada do prédio possui ramos e frutos de café.

Edifício Martinelli - O arquiteto húngaro William Fillinger, da Academia de Belas Artes de Viena, foi o responsável pelo projeto do edifício que teria  12 andares. Entretanto, o empreendedor da obra, Giuseppe Martinelli, tinha a meta de construir 30 andares.  Inaugurado em 1929, na época era o mais alto edifício do mundo fora dos Estados Unidos. A construção possui as três divisões básicas da arquitetura clássica: embasamento, corpo e coroamento.

Tribunal de Justiça  - Com a ornamentação inspirada na arquitetura maia,  o prédio foi projetado em 1933 pelo arquiteto Felisberto Ranzini e inaugurado em 1937 como sede da Bolsa de Valores.

Edifício Matarazzo - Conhecido como Banespinha, por ter recebido uma das sedes do Banco do Estado de São Paulo até 2003, o edifício foi inaugurado em 1939 com o objetivo de ser a sede das Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo. Projetado pelo arquiteto italiano Marcello Piacentini, é a sede desde 2004, da Prefeitura de São Paulo.

Edificio Copan - Projetado por Oscar Niemeyer, em 1954, o prédio é um símbolo da arquitetura moderna brasileira. O edifício em forma de “S” teve seu projeto original encomendado pela Companhia Pan-Americana de Hotéis e Turismo.

 

Confira clicando aqui mais fotos incríveis da Arquitetura Paulistana.

Referências:

https://viagem.catracalivre.com.br/geral/roteiro-viagem/indicacao/construcoes-em-sp-contam-historia-e-revelam-grandes-nomes-da-arquitetura/

https://pt.wikipedia.org